Social Icons

Featured Posts

quarta-feira

Hora do almoço: ética e produtividade no cardápio




          Todo trabalho contínuo e que exceda 6 horas deve prever um intervalo para alimentação de, no mínimo, 1 hora por dia, salvo se houver acordo escrito ou convenção coletiva. A hora do almoço não conta como hora trabalhada, mas como horário interlaborial, ou seja, serve para compor as horas trabalhadas por dia, e é um direito do funcionário, segundo a CLT - Consolidação das Leis do Trabalho.

         Um dos momentos mais esperados do horário de expediente, a hora do almoço é excelente para melhorar a sua produtividade e networking. Evite comer diante do computador e aproveite o tempo para sair com os colegas, descansar dos afazeres, fazer compras ou pagar contas. Um intervalo entre as suas atividades tornará o seu dia mais produtivo, mas deve ser bem planejado, sempre de olho no relógio, para não abalar a sua imagem profissional.

SAIA – continuar no local de trabalho durante o horário de almoço significa que você está trabalhando! Procure sair à rua ou, se tiver que comer na empresa, vá para outro local, como refeitórios ou mesa de colegas. Algumas organizações proíbem a permanência no posto de trabalho para evitar contestações futuras e solicitações de  pagamento por hora extra.

APRECIE A COMIDA – nada de ficar respondendo e-mails no celular ou conversar sobre o trabalho nesta hora. Concentre-se no alimento, buscando uma pausa real nas suas atividades, evitando as tecnologias. Evite comidas pesadas ou gordurosas, que irão interferir negativamente na sua produtividade. Para manter o ânimo tome um cafezinho e não dispense uma bela sobremesa!

NÃO ESTIQUE O HORÁRIO – qualquer atraso pode ser mal visto e passar uma imagem negativa, de irresponsabilidade ou falta de comprometimento. É preciso ter atenção aos horários e justificar os atrasos ao seu chefe imediato, principalmente se o seu atraso acarretar em sobrecarga para outros colegas. 

Bom apetite!


     


terça-feira

Qual a sua pretensão salarial?



          Muitos anúncios de emprego não divulgam a remuneração e pedem que a pretensão salarial seja incluída no currículo. A famosa frase "salário a combinar", porém não é leilão. Geralmente quando uma empresa precisa de profissional qualificado, deixa o salário em aberto, mas em conformidade com o plano de cargos que toda empresa bem estruturada possui.

          No primeiro contato, a preocupação deve em corresponder às expectativas da empresa em relação à qualificação e adequação à vaga. O ideal é que este tópico entre num segundo momento: na entrevista. Trata-se de assunto delicado e de caráter eliminatório. O mercado de trabalho muda muito rápido, novas profissões foram criadas, mas a pretensão salarial continua sendo um tabu no processo seletivo.

          Mas então, o que o candidato deve fazer?

PRETENSÃO SALARIAL NO CURRÍCULO- o desenvolvimento e apresentação do currículo é a primeira impressão que a empresa terá de você, e o cuidado na preparação do documento deve ser redobrado. Não existe regra, mas o local mais usado para inserir a pretensão salarial é em "Dados Pessoais". Normalmente na última linha, em forma de moeda, mas somente se a pretensão for solicitada pela empresa. Geralmente é melhor discutir este assunto pessoalmente, mas se o anúncio da vaga solicitar, não deixe de colocar, sob pena do seu currículo ser descartado na fase inicial. Supervalorizar ou desvalorizar é um risco que todo candidato teme. Para amenizar e abrir mais o leque de negociação, pode escrever entre parênteses: "negociável".

PRETENSÃO SALARIAL NA ENTREVISTA - O candidato não precisa falar sobre salário quando não for questionado. Especialistas alertam que o profissional deve aproveitar o momento para mostrar que conhece o mercado em que está inserido, sua trajetória e resultados. O consultor Max Gheringer recomenda que o número mais baixo deve ser o mínimo que você aceitaria, e o valor mais alto não deve passar de 30% a mais deste valor. Caso o entrevistador diga que sua expectativa está acima do que a empresa pode pagar, pergunte sobre as oportunidades de carreira, benefícios e vantagens. Dependendo da resposta, talvez valha a pena começar com um valor abaixo do pretendido, pois muitas empresas oferecem convênios, bônus, custeio de estudos e outros.

          A pretensão serve como filtro, um funil utilizado para as empresas avaliarem quem pode trazer mais por menos. Os profissionais devem fazer uma pesquisa prévia de mercado em sites ou jornais para saber a média da função ou consultar colegas com cargos semelhantes. Os que já estão empregados e querem mudar de emprego,  adicionar 20% a mais do que o salário atual como compensação pelo risco de troca de empresa.

          Se você inserir uma pretensão salarial muito acima ou muito abaixo da média, isso pode ser interpretado como se você não tivesse noção da realidade do mercado da área de atuação. Também não vale escrever uma coisa no currículo e mudar de ideia na entrevista, tentando renegociar depois. Se a empresa tiver interesse nas suas qualificações, possivelmente apresentará uma contraproposta, relativizando com os desafios, exigências e metas a serem cumpridas na função que está sendo oferecida.

quinta-feira

Como foi a sua entrevista de emprego?


          A ansiedade dos candidatos, muitas vezes pode levar a conclusões erradas sobre o resultado positivo ou negativo do desempenho na entrevista de emprego. Mas como determinar o sucesso ou fracasso desta etapa do processo seletivo? 

          Alguns sinais são bons indicadores, segundo os especialistas:  

RESULTADO NEGATIVO:

1) a entrevista acaba muito antes do previsto - o recrutador querendo encerrar a conversa e te despachar o mais rápido possível não é um indicativo positivo. 

2) o gesto corporal do recrutador - sinalizando que ficou incomodado ou irritado com alguma coisa que você disse ou não olha diretamente nos olhos. 

3) Não fez pergunta nenhuma, a conversa não rolou naturalmente.


RESULTADO POSITIVO:

1) A conversa foi longa e sem pressa -  pode ser sinal de que você se encaixa no perfil e desejam saber informações mais detalhadas, indo além das perguntas rotineiras. 

2) As perguntas são pertinentes - qualquer sinal de que o entrevistador deseja saber mais sobre a sua carreira e experiências é um indicador positivo.

3) Se eles começarem a te apresentar a outros funcionários e chefias e mostrar as instalações. 

4) O entrevistador deixa claro quais são os próximos passos e fala de planos para o seu futuro  ou plano de carreira na empresa. 

5) O aperto de mão da despedida é firme seguido de um "Espero vê-lo no nosso time em breve.". 

          A preparação ideal para uma entrevista é pesquisar história, ramo de negócio, valores e missão da empresa. Não tente parecer outra pessoa, aja naturalmente  e boa sorte! 

quarta-feira

Como se comportar em uma dinâmica de grupo



          Em praticamente todos os processos seletivos há pelo menos uma dinâmica de grupo. Normalmente o objetivo é identificar se as habilidades, desempenho das tarefas em equipe, liderança e outras características pessoais dos candidatos são compatíveis com as qualidades pessoais e comportamentais desejáveis para o cargo a ser preenchido.

Este tipo de atividade é realizado com, no mínimo, seis candidatos e, normalmente é a primeira etapa presencial da seleção. Algumas dicas para se dar bem são: dormir cedo, chegar ao local com antecedência, não contestar ou recusar a participação em alguma etapa e não interromper a dinâmica. 

Para se destacar e chamar atenção dos recrutadores siga estas dicas:

- NÃO FALE DEMAIS - Nem sempre quem mais fala é o melhor, mas também não fique muito quieto. O que é importa é a coerência, cortesia e o conteúdo dos comentários, que devem ser feitos na hora certa, sem interromper as atividades propostas. Evite sempre gírias e nunca use palavrões ou palavras difíceis, que ninguém entende.

- FAÇA UMA PESQUISA PRÉVIA SOBRE A EMPRESA - Conhecer os valores, produtos e tipo de negócio desenvolvido pela empresa ajuda o candidato a perceber os objetivos das dinâmicas.

- VISTA-SE ADEQUADAMENTE - Você não vai a uma igreja de biquíni, nem à praia de terno e gravata. Adequação é a palavra de ordem na hora de se apresentar na dinâmica de grupo. Procure saber se a organização tem um perfil jovem ou conservador. O tipo de vaga também deve ser considerado: processos seletivos para advogados ou área financeira requerem roupas mais formais, por exemplo. Evite transparências, regatas, decotes e saias muito curtas. 

A dinâmica de grupo permite avaliar a inteligência emocional dos candidatos, não é terapia, não avalia perfil psicológico e não é brincadeira. Os tipos mais usados são: aquecimento (quebra o gelo), sensibilização (apresenta situações de tensão), "team building" (capacidade de interação) e jogos de estratégias (com planejamento e objetivos).

Muitas vezes o candidato apresenta um ótimo currículo, entretanto não tem habilidades para trabalhar em grupo, tomar decisões e se relacionar com os outros. Por outro lado, uma pessoa com menor formação técnica pode se mostrar qualificada e demonstrar qualidades na liderança e tomada de decisão em benefício da coletividade.   Um avaliador procura indivíduos que se diferenciam dos outros, por isso não tente parecer o que não é e passe pelas dinâmicas de grupo como se passasse pelas experiências da vida. Controle o nervosismo, aja naturalmente, que tudo vai dar certo!

quinta-feira

O que desqualifica o seu currículo?



          Um dos objetivos do currículo é despertar o interesse e abrir caminho para uma entrevista. Os recrutadores recebem dezenas e centenas de currículos e não querem perder tempo no processo seletivo. Algumas falhas básicas no envio do documento descartam o currículo logo de cara. 

         Para não desqualificar  o seu currículo, selecionamos alguns cuidados, segundo os especialistas em recrutamento:
        
CARTA DE APRESENTAÇÃO
Esta é a oportunidade de você mostrar, no primeiro contato, que se expressa bem, escreve corretamente e com clareza e outros traços do caráter. Portanto, currículos sem uma carta de apresentação provavelmente nem serão considerados e há grandes chances de você ter desperdiçado uma oportunidade. 

INCOMPATIBILIDADE
Nada mais chato para os recrutadores do que receber currículos de candidatos que não se adequam à vaga. Antes de se candidatar, tenha a certeza de que todos os itens solicitados fazem parte da sua vida profissional e não panflete seu currículo, enviando indiscriminadamente e sem objetivos. Leia atentamente os requisitos e pesquise sobre os valores, produtos e serviços produzidos pela empresa.

OMISSÃO DE INFORMAÇÕES
O currículo deve ter informações detalhadas da sua trajetória na carreira. Omitir ou esquecer-se de mencionar informações importantes é pecado mortal na hora de procurar um emprego. Seja transparente e prepare um currículo para cada vaga, alinhando com as expectativas da empresa e enaltecendo os seus pontos fortes. 


quarta-feira

Empreendedorismo como opção profissional




          O caminho do sucesso nem sempre passa pelo emprego formal. A dificuldade em conseguir uma vaga, salários baixos e alta competitividade são alguns fatores que levam os recém-formados a iniciar um negócio por conta própria.  O empreendedorismo, porém, requer mais do que formação universitária: é preciso ter iniciativa, muita informação, um bom plano e criatividade.

             A palavra "empreendedorismo" vem de "entrepreneur", palavra francesa que designava "o que incentivava brigas" ou "que aceita riscos". Significa que o empreendedor é um ser automotivado, que constrói os caminhos baseado na sua força de ação, trabalho e perspicácia, identificando oportunidades e buscando recursos para atender necessidades de maneira lucrativa.

            O grande economista Joseph Schumpeter, um dos mais importantes do século XX, dizia que é o empreendedor que movimenta a sociedade e a inova. O empreendedor é mais do que um agente de mudanças: além de promover o autodesenvolvimento, contribui para mudar o ambiente à sua volta, movimentando a economia e gerando empregos e riqueza.

O Sebrae é um dos órgãos mais conhecidos do pequeno empresário brasileiro, oferecendo serviços como incubadora de empresas, consultoria e educação empreendedora. A instituição aponta um dos principais motivos para a falência de empresas criadas por jovens entusiasmados: falta de preparo e apego ao mito de que os empreendedores são natos. 

          Qualquer um pode aprender a empreender, fazendo cursos, assistindo a palestras, navegando na Internet e explorando formas de aquisição de conhecimento.  O empreendedorismo deve ser ensinado não só para a capacitação de empresários, mas também para ajudar os alunos a optar por carreiras autônomas, como profissionais liberais.


terça-feira

Um currículo para cada fase da carreira



Fonte da imagem: www.citi.com.br

          Muitas pessoas usam o mesmo modelo de currículo durante a carreira, se limitando apenas a fazer atualizações, acrescentando informações. Ao procurar um emprego é importante fazer o currículo certo para cada fase. O candidato deve adequar o modelo e layout, dando mais ênfase a elementos que podem ganhar ou perder espaço ao longo da vida profissional.

CURRÍCULO DE  QUEM NÃO TEM EXPERIÊNCIA - Quem nunca trabalhou na vida deve ressaltar atividades de voluntariado, viagens internacionais, trabalhos acadêmicos e habilidades adquiridas na escola e cursos profissionalizantes ou técnicos.

CURRÍCULO DE ESTAGIÁRIOS - O estágio pode ser a porta de entrada no mercado de trabalho ou oportunidade de mostrar que você merece ser efetivado. Nesta fase os dados mais relevantes à experiência profissional devem ser ressaltados, sempre relacionados à vaga em questão.

CURRÍCULO PARA TRAINEE - Recrutadores buscam recém-formados com habilidades em gerenciamento de projetos e trabalho em equipe. As experiências profissionais devem vir acompanhadas dos resultados acadêmicos alcançados.

CURRÍCULO PARA INICIANTES NA CARREIRA - Nesta fase profissional é importante destacar as experiências profissionais. Devem constar verbos de ação com resultados positivos para a empresa em que trabalhava e que sejam relevantes para a vaga atual.

CURRÍCULO PARA COORDENADORES - Para alcançar cargos mais altos é recomendável um outro modelo de currículo, que ressalte principalmente a habilidade de liderança, como gestão de equipes em algum projeto, por exemplo.

CURRÍCULO PARA GERENTES E DIRETORES - Seja bem-vindo ao alto escalão da empresa. O campo "Objetivo" deve ser substituído por uma descrição breve da trajetória profissional e o currículo agora pode ter duas páginas. Cargos anteriores de liderança devem ser descritos, bem como o porte das empresas onde já trabalhou.

CURRÍCULO PARA PRESIDENTES OU CEO (Chief Executive Officer)  - Se você chegou até aqui é porque já construiu sua reputação.  Ao chegar no topo da trajetória profissional, o currículo se torna mais enxuto e não é mais preciso convencer ninguém das suas habilidades e competência. O que importa são os resultados da última gestão.

Todos os currículos possuem pontos em comum: devem ter boa apresentação, ser agradável à leitura, ser breve e conciso, sem erros na redação e, principalmente, ser verdadeiro. Para tornar o documento atraente para os recrutadores é preciso focar nas qualificações exigidas para a vaga e deixar os pontos secundários para a entrevista.

Sucesso! 

 

PIT

O Pit - Programa de Integração ao Trabalho das Faculdades São José tem como objetivo preparar e integrar o aluno para o mercado de trabalho, transmitir experiência profissional através de palestras, oficinas e workshops, além de captar vagas e supervisionar os estágios, também atua dando orientações e preparando os alunos para processos seletivos de estágios e empregos.